domingo, 30 de agosto de 2015

CIRCO NA ESCOLA, UMA PROMOÇÃO DA ESCOLA MONSENHOR LUIZ SAMPAIO

ARTE E CULTURA - UMA FORMA DE APRENDIZAGEM...

















PROGRAMA "JOVEM GUARDA" QUE DEFINIU A JUVENTUDE NO BRASIL FAZ 50 ANOS



QUE ONDA...

Programa "Jovem Guarda", que definiu a juventude no Brasil, faz 50 anos neste sábado

Roberto, Erasmo e Wanderléa comandavam a atração aos domingos na Tv Record, com convidados que influenciaram muitas gerações


Programa "Jovem Guarda", que definiu a juventude no Brasil, faz 50 anos neste sábado TV Globo/Divulgação

Foto: TV Globo / Divulgação




Todo domingo à tarde era igual: a mãe lavava a louça, a criançada brincava na rua, o pai assistia ao futebol na TV e quem não era uma coisa nem outra estava às voltas com os outros de sua idade, respeitosamente trocando olhares em frente aos portões das casas. Até que um domingo, 22 de agosto de 1965, não teve futebol e, então, tudo mudou. Entrava no ar o primeiro programa feito para jovens da televisão brasileira: Jovem Guarda. Que onda.


– A Jovem Guarda é a beatlemania no Brasil, né? – define Marcelo Fróes, autor do livro Jovem Guarda – Em Ritmo de Aventura, que conta muitas das histórias daquele que foi o movimento definidor da cultura adolescente no Brasil.


Por um desentendimento entre a TV Record e as entidades responsáveis pelos campeonatos de futebol em São Paulo, a emissora foi proibida de transmitir as partidas e, com um buraco na programação, enxergou naquela gurizada – que já começava a levantar do banquinho e a soltar o violão (e os quadris) – uma grande oportunidade de negócio.

– O alto-astral era a grande moeda. Antes, tinha o samba-canção, músicas mais tristes. O único momento feliz na canção era no Carnaval. Fora isso, era a música romântica. Mas a Jovem Guarda trouxe um elemento de frescor e, pela primeira vez, o público jovem foi impelido a consumir – explica Fróes.


Que onda

Mais que apenas a música, a "Jovem Guarda" também influenciou moda e comportamento


Programa que lançou o movimento completa 50 anos neste sábado


Mais que apenas a música, a "Jovem Guarda" também influenciou moda e comportamento reprodução/TV Sul

Propaganda da linha de moda Calhambeque publicada na revista TV Sul de janeiro de 1966 Foto: reprodução / TV Sul

E essa fivela, broto?Botinha sem meia, cabelo na testa, carro vermelho. Para ser “o bom” depois de 1965, só prestando muita atenção no figurino e nas atitudes dos ídolos da Jovem Guarda. A febre era tanta que as Lojas Renner lançaram na época uma coleção inspirada na turma de Roberto Carlos chamada, claro, Calhambeque, da qual a estrela maior era uma fivela de metal com a imagem do veículo gravada. Das lojas de grife às roupas feitas pela mãe ou a vizinha costureira, tudo estava no ritmo do iê-iê-iê.

– Por tudo você via, era uma mania muito forte – lembra o radialista Clovis Dias Costa.


É uma brasa, mora?

“Era meio que um ‘cachinho’ do Roberto, não sei se teve ou não teve relação com ele.” Assim o músico Frank Jorge descreve a cantora Martinha no final da entrevista. Ainda que jovem demais para ter sido influenciado diretamente pelo programa enquanto ele estava no ar – o músico nasceu no ano seguinte ao lançamento –, a forte ligação afetiva com o estilo, por influência de parentes e amigos mais velhos, o fez absorver ao vocabulário várias das expressões pitorescas de Roberto e seus brasinhas.

– Uso muito “supimpa”, “crocante”. Tem umas gírias muito boas – conta ele.

Outras expressões de Roberto e sua turma caíram na boca do povo: dos clássicos “broto” e “uma brasa, mora?” até brucutu – originalmente uma peça de carro.

Documentário vem aí

Essa história vai ser contada mais uma vez em forma de documentário. O inédito Jovem aos 50 – A História de Meio Século da Jovem Guarda, de Sergio Baldassarini Junior, terá exibição nos cinemas e na TV a cabo em breve.

r




Grande evento

De 24 a 27 de setembro, em Brasília, um grande evento com shows de Wanderléa, Renato e Seus Blue Caps, Jerry Adriani e outros figurões vai celebrar o cinquentenário do movimento. Além das apresentações, o público também poderá assistir a encontros e debates com artistas e especialistas, falando de suas carreiras e histórias. Confira mais informações no site ingressomais.com.br.

 
Reedições
Marcelo Fróes, do selo Discobertas, sempre dedicou muita energia aos artistas da Jovem Guarda e que beberam dessa fonte. Uma delas é Vanusa, cuja obra foi imensamente influenciada pelos sons da época e foi reeditada neste mês.

Para ler
O livro Jovem Guarda – Em Ritmo de Aventura, que já teve três edições desde seu lançamento há 15 anos, será reeditado pela Sonora e estará nas lojas ainda em 2015.



CURIOSIDADE: ATÉ A NATUREZA CONSPIRA A FAVOR, RUBRO NEGRA ...

Para todos os torcedores do Sport Clube Recife em especial dos que lembro neste momento: Jhu Carvalho ,Carlos Ferraz, João Gutembergue, Luiz Aureliano de Carvalho Filho, Madalena Aureleano e tantos outros...(Selma M. Pereira Silva)

Leão nas Nuvens!!!



Leão em Chamas!!!





sábado, 29 de agosto de 2015

HISTÓRICO ARRUDADO DO ESPÍRITO SANTO





Está comprovado que o interior do município de Triunfo é riquíssimo em paisagens pouco conhecidas e ainda inexploradas Onde,. aventura, muita natureza e ar puro prometem revitalizar seu espírito e renovar ânimos. Além disso, é uma informativa fonte de cultura impressionante. Todos os recantos são cheio de histórias, demonstrando oportunidade única de conversar com descendentes dos primeiros colonizadores da região, conhecendo influências: portuguesa, africana, italiana, holandesa, alemã, francesa, suíça e americana. 

Existe toda possibilidade, também, de usufruir dos roteiros com agroturismo ou turismo rural, podendo tornar-se em breve  a grande sensação.Exemplo de localidades, tipo o lugarejo conhecido como "Arruado do Espírito Santo", no populoso sítio do mesmo nome, responsável por  originar uma pequena vila, incentivada por catequistas da religião católica, onde no passado era possível ser recebido pelos descendentes dos primeiros colonizadores italianos e alemães e ficava-se conhecendo a essência das suas culturas, arquiteturas e culinárias típicas como principais atrações.

Existia nessa área  dividida pelo Estado da Paraíba - geralmente comandada por senhores de engenho, plantadores da cana-de açúcar, cultivadores do café e criadores de gado leiteiro, supremacia absoluta sobre outros moradores da região, menos abastados, principalmente aqueles ocupantes do "Quilombo do Livramento" e "Quilombo das Águas Claras" localidades  situadas bem próximas e formadas por comunidades de ex-escravos e andarilhos que migravam para as terras triunfenses atraídos pelo clima e abundância da água.

COMUNIDADE DEFENDE RETORNO DA FESTA DA PADOREIRA










Durante pesquisa superficial sobre a necessidade de ser promovida uma campanha para o retorno a partir deste ano da festa da padroeira Nossa Senhora das Dores, à Praça 15 de Novembro, lugar de origem, entenderam aqueles cidadãos escutados, o ponto de concentração antigo ser possuidor de melhores condições para imprimir quase centenária comemoração religiosa católica, responsável também dentro do aspecto profano, grande incentivador da presença de moradores, visitantes e turistas, que renderam valorosas dimensões.




Apontaram motivações lógicas, como os momentos de confraternização entre figuras presentes: nas barracas, nos passeios, nas apresentações culturais, nos parques de diversão, nas retretas da centenária banda musical Isaías Lima, nos foguetórios pirotécnicos, nas comidas típicas, nos shows artísticos, ao redor da praça, atuando  nas dimensões ideais para absolver habitantes empolgados e saudosos triunfenses ausentes que fazem questão de marcar presença naquele atrativo ponto para recordar o passado vibrante.

 


Entende-se portanto com responsabilidade e visando preservar os valores fundamentais daquele evento coligado, reunindo novena e festa, não existir qualquer necessidade justificável de priorizar excessivo volume de pessoas de outras localidades, sem qualquer vinculo e desinteressados no fraternal momento - ocasionado de 24 de dezembro a 1 de janeiro do posterior ano. Esses ocasionais frequentadores metidos a exigentes desejam apenas curtir shows caríssimos gratuitos, tomarem drogas, causarem confusões e partirem de volta, deixando intensa sujeira e nada lucrativo

JOSELAIDE VASCONCELOS VISITANDO E REVENDO FAMILIARES E AMIGOS

Joselaide Vasconcelos

Entre Familiares e Amigos no  Meu Sertão






















COLUNA SOCIAL DESTA SEXTA IN FOCO A DOCE JUVENTUDE FEMININA DE TRIUNFO

Thalita Malaquias
Robéria Gomes e Alana Kássia
Amanda Celene




Cilena Barbosa
Diana Rodrigues

Filadélfia Santos
Kellany Ferreira
Lorrany Soares e Monica

Mariane Alves

Paula Rayne




NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!