terça-feira, 16 de setembro de 2014

ESPAÇOS PARA VALORIZAR AS COLEÇÕES PESSOAIS



Tem-se plena consciência  de que  muitas  pessoas  possuíram ou ainda possuem alguma coleção de objetos que no passado fizeram sucesso ou foram moda, tipo: selos, cartões, telefônicos, postais, chaveiros, fotos, embalagens,  quadros,  discos, revistas, figurinhas, jornais, fitas, almanaques, que terminam por  significar um pouco de intimidade dos disponíveis colaboradores, compartilhando sonhos e paixões de cada um colecionador nos períodos áureos da cidade turística denominada "Oásis do Sertão"

Acredita-se que depois de realizar  ampla campanha divulgadora no município, visando arrecadar de forma consciente esses objetos pessoais em definitivo ou por empréstimo, o que deveria ser justamente feito, pela Prefeitura Municipal através da Secretaria  de Turismo e direção do Complexo de Museus de Triunfo ( Cidade, Sacro, Engenho, Cangaço) visando naquele espaço onde funcionou a Escola Barbosa Lima, na Praça Monsenhor Eliseu Leal Diniz, Centro,  instalar outro opcional destinado aos visitantes . 

A proposta sala temática  tem como fator principal a  preservação de  peças antigas que circularam entre a comunidade triunfense e deixaria patenteada a relação existente entre a memória afetiva e atitude elogiável de guardar verdadeiras relíquias,  promovendo assim maravilhosas exposições temporárias, além de valorizar o limitado acervo do mesmo, que encontra-se merecedor de ampliação renovada, sonho de muitos conterrâneos idealistas defensores da manutenção de lembranças dos personagens tradicionais e seus respectivos pertences que hoje significam tesouros em termos de atrativo...

Vários triunfenses contatados garantiram haver interesse de participar expondo suas coleções se a iniciativa  chegar a ser adotada, porque é um meio de lembrar pessoas, épocas e reforçar a tese de qualquer um poder transformar-se colecionador e protagonista ao mesmo tempo, invertendo papéis,  fazendo o museu ser agraciado nas peças caseiras que serão conferidas por familiares repletos de entusiasmo, aumentando mais a interação do público. Existe outros determinados objetivos a serem demonstrados e discutidos.Tratando-se por exemplo de mostrar que colecionismo não se restringe aos setores dos museus, educandários ou galerias.

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

15 DE SETEMBRO - DIA DA NOSSA PADROEIRA, "NOSSA SENHORA DAS DORES"

PROCISSÃO DE NOSSA SENHORA DAS DORES EM TRIUNFO PE

 
TERMINOU NESTE EXATO MOMENTO (15/09) A PROCISSÃO DE NOSSA SENHORA DAS DORES, COMO MUITOS FIÉIS, TRIUNFENSES, TURISTAS E MUITA RELIGIOSIDADE, MUITA FÉ A MÃE DE JESUS E DE TODOS NÓS, COM CERTEZA ELA COBRIRAR VOCÊ EU E TODOS NÓS COM O SEM MANTO SANGRADO.(José Carvalho)
 
NOSSA SENHORA DAS DORES ROGAI POR NOS!

 
 





 “Quero ficar junto à cruz, velar contigo a Jesus e o teu pranto enxugar!”
 
HISTÓRIA SOBRE O CULTO A NOSSA SENHORA DAS DORES
O culto à Mater Dolorosa iniciou-se em 1221, no Mosteiro de Schönau, na Germânia. Em 1239, a sua veneração no dia 15 de Setembro teve início em Florença, na Itália, pela Ordem dos Servos de Maria (Ordem Servita). Deve o seu nome às Sete Dores da Virgem Maria:
 
 
Assim, a Igreja reza a Maria neste dia, pois celebramos sua compaixão, piedade; suas sete dores cujo ponto mais alto se deu no momento da crucifixão de Jesus. Esta devoção deve-se muito à missão dos Servitas – religiosos da Companhia de Maria Dolorosa – e sua entrada na Liturgia aconteceu pelo Papa Bento XIII.
A devoção a Nossa Senhora das Dores possui fundamentos bíblicos, pois é na Palavra de Deus que encontramos as sete dores de Maria: o velho Simeão, que profetiza a lança que transpassaria (de dor) o seu Coração Imaculado; a fuga para o Egito; a perda do Menino Jesus; a Paixão do Senhor; crucifixão, morte e sepultura de Jesus Cristo.
Nós, como Igreja, não recordamos as dores de Nossa Senhora somente pelo sofrimento em si, mas sim, porque também, pelas dores oferecidas, a Santíssima Virgem participou ativamente da Redenção de Cristo. Desta forma, Maria, imagem da Igreja, está nos apontando para uma Nova Vida, que não significa ausência de sofrimentos, mas sim, oblação de si para uma civilização do Amor.
Nossa Senhora das Dores, rogai por nós!

CARLOS FERRAZ CURTINDO TRIUNFO EM BOA TEMPORADA










NOSSOS INFORMATIVOS: A VERDADE ESCRITA - MÊS DE MAIO/2014



NOSSOS LEITORES PELO MUNDO!